26 de fevereiro de 2013

Bem vinda, princesa Lívia!

A Lívia é filha de um casal muito querido, Ceci e o João Victor. Quando souberam que esperavam por um bebê, me encarregaram de fazer um texto para expressar a importância desse momento tão especial em suas vidas. A Lívia nasceu em Agosto, passei os nove meses rascunhando, comecei a escrever em Setembro, mas só agora me dei por convencida de que escrevi para uma princesa. Mamãe coruja adorou e eu espero que vocês também gostem.

arquivo pessoal


Querida Lívia, bem vinda!


Bem vinda a esse mundo onde tudo parece tão louco, e realmente é. Desde o momento em que soubemos da sua existência, você foi ansiosamente esperada, comemorada e muito amada. Bem vinda a esse mundo de amor que te rodeia, com pais apaixonados entre si e por você, com amigos que te querem muito bem. Bem vinda aos nossos corações, embora você ainda não possa imaginar o quão bom é compartilharmos a felicidade de tê-la conosco.

Aqui é o seu lugar! Que você tenha a sabedoria, sensibilidade e maturidade da sua mamãe. Que tenha a gentileza, simpatia e seja carinhosa como o papai. Você ainda não sabe abraçá-los, mas terá muito tempo – e motivo – para isso. Nunca se esqueça que nem todos podem viver cercada de amor como você e que os seus pais só querem o seu bem!

Um dia perceberá que nem sempre a vida é como você gostaria e que há sofrimento e tristezas. Papai e mamãe se dedicam para que você seja uma princesa feliz. Por isso, se em algum momento o mundo parecer desabar sobre a sua cabeça, não hesite em recorrer à sabedoria e o colo de seus pais. Eles sempre saberão o que te dizer.

Aventure-se nessa viagem linda que é a vida e não se arrependerá. Nem sempre será fácil, mas nem é tão difícil quanto dizem. Saiba que o impossível não existe e que o céu não é um limite. Voe longe e alto! Já dizia Charlie Chaplin: “A vida é maravilhosa se você não tem medo dela.”.

Não tenha receio de dizer “obrigada”, “desculpe-me” e “eu te amo”. São palavras importantes e que só devem ser ditas quando você realmente tiver a certeza de que é o momento certo. Não tenha medo de parecer piegas demais, falta sinceridade nesse mundo e nós enxergamos no brilho dos seus olhos que você veio para melhorar isso. Mas, antes e acima de tudo, aprenda que reconhecer-se é uma tarefa difícil, ainda mais para virginianas, geralmente perfeccionistas, determinadas e nem sempre com facilidade para demonstrar os mil segredos que guardam no coração, mas saiba que mostrar-se ao mundo é um dos caminhos da felicidade.

Sonhe! Sonhe muito e jamais desista dos seus sonhos. Nada é impossível para quem tem coragem e uma família companheira e amiga. Seja a princesa mais feliz de todos os reinos. Seja a flor mais linda dos nossos jardins.

Bem vinda. Nunca se esqueça do mais importante: divirta-se!



5 de Setembro de 2012
Lieda Gomes



Família Feliz (arquivo pessoal)

Princesa Lívia (arquivo pessoal)


Um conselho sobre a vida: Viaje muito!



Viajar é uma paixão, um objetivo e em determinadas situações, uma prioridade. Não há nada no mundo que eu goste mais do que sair pra conhecer o que acontece fora da minha casa, fora da minha zona de conforto. Eu posso ficar dias pensando se aceito ou não o convite para aquela festa, mas se for pra decidir viajar ou só preciso confirmar se tenho dinheiro, que não vou comprometer a faculdade ou o trabalho e que tenho crédito no celular. Porque as passagens eu agilizo pela internet e a mala fica pronta antes mesmo da impressora terminar de imprimir meu bilhete. Nem me importo se vou sozinha ou não.

Ainda bem que tenho o privilégio de ter uma família que apóia e ajuda a financiar os meus planos mais doidos, acho que por isso conheci tantos lugares diferentes no Brasil. Às vezes penso quanto já viajei sozinha nesse mundão e me orgulho pela minha coragem, mas acima de tudo agradeço a minha família pela oportunidade. Nessas viagens todas aprendi a controlar meu dinheiro. Que posso ligar pra minha mãe na hora do apuro, mas que terei que resolver sozinha a situação. Que o simples é feliz, que o simples pode ser muito divertido, que existe muito o que conhecer na vida e que por isso, não devo nunca me restringir ao meu pequeno campo de visão atual. Dá sempre pra explorar outros pontos de vista.

Em todos os lugares que estive conheci pessoas especiais, como aquele garoto que conheci indo para o Tocantins que largou a família para estudar em São Paulo, que reconhecia todo o esforço do seu pai para mantê-lo na capital paulista e que já dizia ser eternamente grata a confiança que seu pai lhe depositava. Uma pena eu não lembrar o seu nome, mas o seu destino era o Pará. Almoçamos juntos alguns salgadinhos, bolacha e conversamos quase as 24 horas que fiz de viagem. Ele ainda tinha mais umas 10 pela frente.  

Como a Rebecca que conheci há alguns viajando para o interior de São Paulo, cheia de sonhos e ansiosa para acabar a faculdade no ano seguinte.

Como o Marcos, um cara gente boa que é de Poços de Caldas, namora uma moça de Atibaia e faz doutorado na Ilha Solteira. Me ensinou um pouco sobre engenharia e eu lhe ensinei um pouco sobre como treinar o cérebro para escrever melhor. Ele reclamou por ter brancos na hora de escrever sua tese.

O Jorge, que conheci em MG e que queria ficar comigo, mas acabamos a noite contando histórias de rolos do passado. hahahaha Perdi a chave do carro e ele ajudou bastante nesse dia. Muito simpático!

Também me lembro de Juliana que veio da Bahia pra São Paulo trabalhar e ficou grávida. Anos depois estava voltando à sua terra pra que os pais pudessem conhecer a sua filha.

Como esquecer do casal mais fofo que já conheci na vida? Dona Cleire e Sr. Adilson, meus companheiros no vôo até Brasília. Em certo momento do vôo ele se virou e disse “Meu amor, não disse que te levaria às alturas?”. Eu como espectadora fiquei sem reação. São casados há muitos anos e o romantismo ainda transborda pelos poros. Depois desse vôo recebi o convite para ir ao aniversário da dona Cleire, no qual ela ganhou um anel lindo do seu querido esposo. 

Em alguns anos de viagens, em roteiros diversos, pude conhecer muito sobre a vida, sobre as pessoas e expandir meus horizontes. Na verdade todas essas viagens marcaram muito a minha vida, porque tomo decisões importantes nelas. Por exemplo, foi na Bahia que decidi sair do Direito e fazer Jornalismo, também pra conhecer as pessoas e o mundo. Cada viagem é uma recarga de inspiração, criatividade e positividade. Todas as pessoas me ensinaram muito ao compartilharem um pouco de suas histórias comigo, se tornaram inspirações. Assim como as paisagens, os céus estrelados, as montanhas, o pôr-do-sol, a caatinga e tudo o que me faz ter idéias para alguma frase, algum texto.

Hoje tenho algumas preferências:

Para pensar na vida e me desligar do mundo: Tanhaçu – BA.
Pra reencontrar os meus amigos mais animados: Angra dos Reis – RJ.
Pra morrer de calor: Gurupi – TO.
Pra ter certeza de que estou na terra do sertanejo: Goiânia – GO.
Para me sentir em casa: Pereira Barreto – SP.
Para lavar a alma: Ubatuba – SP
Pra morrer de tanto comer doce: São Vicente – SP.
Pra ver o campo: São Sebastião do Paraíso – MG.
Pra me sentir dentro de uma novela: Rio de Janeiro – RJ.

Pra me sentir na cidade mais louca, legal, diversificada culturalmente e ter certeza de que dá pra conhecer um pouco do mundo inteiro sem sair do Brasil: Sem dúvidas, São Paulo – SP.
Em breve planejo voar ainda mais alto e longe. Quero conhecer outros cantos do mundo.
Viajar é um investimento que traz retorno intelectual, que talvez as pessoas não consigam medir, porque não é tão palpável quanto uma casa ou um carro, mas que com certeza transforma as nossas vidas e nos mostra que há muito que ser descoberto e que sempre, sempre, mesmo que você se veja com o pneu furado na Trans-amazônica às 5 da manhã, sempre vale à pena.

Angra - RJ

Brasília - DF

Tanhaçu - BA

Carnaval em São Paulo

São Sebastião do Paraíso - MG

Ubatuba - SP

24 de fevereiro de 2013




Se você quiser, se você tentar, se nunca desistir, vai descobrir que o impossível não existe.






A dúvida sempre me acompanhou bem de perto e muitas vezes é ela quem me faz ir adiante. É até estranho pra mim, quando tenho certeza absoluta de algo.


23 de fevereiro de 2013

Viver é mais do que fazer aniversários, é morrer e continuar vivo



Engraçado como as pessoas gritam suas supostas mudanças aos sete ventos e se julgam melhores que os outros por conta disso. Não sou radical ao ponto de pensar que ninguém pode ser tornar uma pessoa melhor, mas sei o quanto essa é uma tarefa difícil. 

Só com a convivência é possível reconhecer novos hábitos e antigos defeitos. Ultimamente tenho percebido que anos de experiência tornaram certas pessoas ainda mais hipócritas e ignorantes do que sempre foram. Maturidade, humildade, amor por si mesmo e pelos outros não são adquiridos pelos anos de vida, mas pelas experiências.

Enfim, tenho pensado que as experiências transformam muitos aspectos da vida, mas que somente a morte é capaz de nos fazer repensar tudo e realmente revolucionar a vida.
Não tirando os méritos de quanta vida tem nossos anos, mas quando perdemos alguém muito especial, tudo passa a ter um sentido diferente. Hoje, em um momento difícil da vida às vezes parece que não vou agüentar tantos baques, então eu penso “não morri com a morte, não vai ser a vida quem me derrubará”. Quando me submeto a situações ridículas ao ponto de me exigirem mais lágrimas do que sorrisos, eu só preciso lembrar que “o despedício da vida está no amor próprio que não nos damos”. 

Eu sei que a vida é importante, mas tudo de mais significativo que aprendi foi com a morte. A morte de um futuro que eu nunca vou saber como seria, a morte de alguém especial que foi embora tão cedo que não tive tempo e espaço para amá-lo como gostaria, a morte de alguém que era acima de tudo um grande amigo, um ídolo e um fã. A morte de um passado feliz, de expectativas motivadoras e de um amor que nunca vai deixar de existir... Quanta falta você me faz, Fábio. Quanta vida eu ainda gostaria de compartilhar com você. Sua morte encerrou tudo, mudou tudo, mas deu inicio ao infinito.

#desabafo

Engraçado como as pessoas tendem a levar tudo ao pé da letra. Eu estudo pra viver de escrever, quero provocar a polêmica, preciso do feedback de quem lê, comentando ou curtindo. Escrevo o que todo mundo sente, mas que nunca diz. Vocês não sabem, mas muitos de vocês são as minhas inspirações. Nem tudo que eu escrevo, foi eu quem vivi. Muita coisa sequer saiu da minha imaginação. Ainda bem! Eu não sou triste, revoltada e nem estou apaixonada sempre. Relaxem! Alguém lê Clarice Lispector e fica questionando? Sinta o texto como uma brisa leve que te tráz de volta uma realidade quase adormecida. É só pra isso que eu escrevo: pra tocar o coração das pessoas. E não pra que elas me julguem.

Quando entendemos que podemos morrer no segundo seguinte, não há nada que nos impeça de ser feliz agora. Pena que a gente demora tanto pra perceber isso!


22 de fevereiro de 2013


Me encantei por aqueles olhos castanhos. Ele me disse que nunca foi tão feliz ao encarar alguém. Fiz ele prometer que não se apaixonaria por mim! Ele riu. Sabia que seria impossível não nos amarmos. Hoje compartilhamos a vida, os sonhos e os beijos. Descumprir aquela promessa foi a melhor coisa que ele fez por nós.



Sobram pessoas pra nos dizer o que devemos fazer e julgar os nossos resultados. Todo mundo diz "vá". 
Não tem ninguém pra dizer "vamos, eu vou com você".



21 de fevereiro de 2013


No mundo sobram pessoas que não possuem sensibilidade pra identificar uma conversa introspectiva... 
Não me diga o que você tem, 
eu quero saber quem você é!



Estava pensando no quanto são tristes as despedidas. Mas mudei de opinião: Triste mesmo é não ter tido a oportunidade de despedir de alguém que com certeza nunca mais voltará. Quem foi embora porque quis, está bem, sabe ser livre e feliz. Quem fechou os olhos sem encarar os meus, deixou uma enorme saudade.

19 de fevereiro de 2013




"Todo espaço que há em mim ou é seu 

ou está te esperando."

(Luara Quaresma)


E o seu felizes para sempre, como é?



A grande verdade é que esperamos o momento do “felizes para sempre”. Quando aquele grande amor se tornará mais do que dono dos seus pensamentos, mas companheiro de vida e compartilhará com você mais do que as alegrias e tristezas, mas os jantares, a cama e os sonhos.

Existem várias formas dessa certeza se concretizar, ela pode acontecer quando você disser “sim” frente a um padre, suas famílias e amigos. Mas pode ser também quando os olhos se cruzarem e vocês tiverem absoluta certeza de que a vida não faz sentido nenhum se não tiver o outro ao lado.
Talvez aceitemos as conseqüências do “sim” ou teremos as pernas trêmulas ao cruzar o outro olhar. Mas nada garante que o “felizes para sempre” seja juntos.

A pessoa especial pode falecer e então, serão obrigados a estarem juntos, porém longes o resto do tempo de quem ainda viver. Pode ser que aquele grande amor, resolva se tornar um amigo. E os amigos também possuem sua beleza, mas um grande amor, haja o que houver, nunca será apenas um amigo. Tudo o que construíram juntos, continuará existir em algum amontoado de lembranças.
Com experiências da vida, aprendemos que o “felizes para sempre” tem muitos sinônimos, pode ser um “estarei com você mesmo com a sua morte” ou então um “seja livre e feliz do seu jeito”.
Só quem ama de verdade sabe reconhecer o momento do “felizes para sempre” e compreende que ele não é o final da história, pode ser o final do romance, mas não da história. Porque aprende que amar é deixar livre. Seja livre para seguir os mistérios da morte ou livre para viver a vida.

Amar é deixar o outro livre para que ele conheça o mundo todo, mas ainda assim saiba que você existe e o ama, mesmo que não o espere, mas o ama, o quer feliz e não mediria esforços para que isso seja possível.

Não tive um “sim” na frente de um padre, talvez nem o encontro de olhares tenham nos feito ter a certeza de que viveríamos o resto das nossas vidas juntos, mas tive um encontro de alma. Eu amo sim e amo muito, por isso eu deixo livre. Não tenho a pretensão nenhuma de que volte. Não cobro e nem quero ser cobrada, porque também adoro ser livre. 

Tudo que eu quero e posso oferecer é a certeza de que se mesmo conhecendo o mundo todo, a minha companhia ainda for a mais desejada, eu estarei aqui pra observarmos as estrelas juntos, para dirigirmos sem rumo e pra ter a certeza que acima de tudo, tenho um grande amigo. Tenho um grande amigo e talvez isso seja a única coisa que importa nesse texto e na vida.

18 de fevereiro de 2013

Luan e suas introduções emocionantes

Hoje fui ao show do Luan Santana com minha amiga de quase a vida inteira, Tati.
Eu já tinha ido a um show dele em Andradina, em 2010 com o Tiago. Mas desde então, é notória a evolução da marca Luan Santana.

Eu adoro as músicas dele, mas sou apaixonada pelas introduções que tem nos shows. Eu não sei quem escreve, mas eu adoraria conhecer, porque manda muito bem e  me emociona.

Seguem abaixo as introduções que eu consegui encontrar na internet.

Texto de introdução do show do 1º DVD



No Início, há quem te chame de sonhador, de louco
Há momentos difíceis que realmente derrubam e nos deixam de cara com tudo
Mas Você levanta, ergue a cabeça e a alegria te atinge com força feito um Meteoro
O Jogo do amor recomeça e a vida te pergunta: Aqui é o seu lugar?
São desafios e provas a cada dia
E Ter você do meu lado nesse dia tão especial é maravilhoso
Dizem que só quem sonha consegue alcançar
Nós Alcançamos!!!!! E Pode ter certeza, Venha o Que vier,
Eu vou estar pra sempre com você
(Meteoro) ( Se for sonho)
Dizem que só quem sonha consegue alcançar
( Eu Preciso flutuar)
Nós Alcançamos

Texto do 2º DVD


Já viajei por todo universo
Por todas as galáxias em busca de um sonho
De um motivo pra continuar lutando
Eu demorei, mas encontrei o que procurava
O seu olhar é o que me guia
A sua voz é o que me anima
E eu espero que esse dia marque a sua vida
Assim assim como você marcou a minha história

Texto de introdução na turnê "Quando chega a noite"





Acho todas lindas, principalmente a do 2º DVD (também porque o momento da catapulta é o meu preferido!). As introduções resumem o caminho trilhado na carreira, sempre enfatizando a realização do sonho e a importância das fãs nesse projeto. É uma forma de aproximá-lo do seu público, valorizando-o.

E além das introduções que eu adoro, o show também é muitoooo bom!!!

Espero que tenham gostado. Prestem atenção se forem a um show dele. Sempre tem novidades.


Beijoks
Li :*

17 de fevereiro de 2013


Quando é que alguém se torna a pessoa com quem você deseja compartilhar o resto da vida?



Não adianta saber o destino, se você não estiver disposto a caminhar.

Menino Z.

Nunca imaginei que os aprendizados mais importantes da minha vida seriam transmitidos por quem teve a sensibilidade de me ver com o coração. Que sabia tudo o que eu pensava e sentia, sem que eu precisasse falar. Alguém que me fizesse aprender em seis meses, tudo o que não compreendi em dezenove anos e que nunca mais esquecerei, porque tornou a minha existência mais feliz.

Nem sei quantas montanhas eu moveria por mais cinco minutos ao seu lado, por mais um email, por mais uma sms, que fosse. 
 
 Você já deve ter percebido o quanto sinto a sua falta...

Obrigada por tudo.  Tenho muita saudade.

Seja feliz, Fábio Zani.



Eu queria ser bem mais que um monte de lembranças e expectativas. Às vezes acho muito pouco, mas na verdade, eu morro de medo de que esse pouco acabe.



Se torne a melhor versão de você mesmo. Faça isso todos os dias. Não existe linha de chegada. É preciso tentar mais uma vez e quantas forem necessárias. Existe um mundo de sonhos dentro de você e não sei se já se deu conta, mas você é o único responsável por realizá-los ou não. Aos 8, aos 20, aos 45, não importa... Por que você não acorda todos os dias e se pergunta 
"O que quero ser quando crescer"?


15 de fevereiro de 2013




Estive por alguns minutos observando as estrelas e algumas piscavam para mim. Enquanto a lua sorria, uma estrela cadente desfilou na minha frente. Fechei os olhos e fiz um pedido. Você já deve saber qual é...



14 de fevereiro de 2013

Esperando o dia amanhecer

Tem gente que precisa ganhar na loteria pra ser feliz, tem gente que precisa fazer o mal para as outras pessoas pra ser feliz.

Eu só preciso ter saúde e quem eu amo ao meu lado, compartilhando a vida, os medos, as expectativas e o amor. 

Não preciso de luxo, só quero que a vida nos permita vivermos mais dias juntos e felizes. Que possamos nos divertir quando estamos eu e você às cinco da manhã comendo lanche na beira do rio. 

Obrigada por mais um final de semana feliz. 

A única frase que faz sentido agora é: "Eu trocaria a eternidade por essa noite!"



"E sei que passei todas as vidas, antes desta, procurando você. Não alguém como você, mas você, porque a sua alma e a minha têm de estar sempre juntas."
Nicholas Sparks


Dormia abraçada com ele. Sonhava com ele também. Durante o sonho ele dizia que me amava. Eu sorri. 
Ele me acordou: "Está rindo de quê?". 
"Estou só... Vivendo um sonho, literalmente!"


De malas prontas de novo e sempre



Pode parecer idiota demais: pego o primeiro ônibus e desembarco há 592 KM pra encontrar alguém que é dono do meu coração, mas que ainda não pode tomar posse. A distância aumenta a saudade, mas nunca nos fez esquecer a importância da decisão que firmamos há quatro anos: ficar juntos, aqui, no Japão ou no fim do mundo.

Amar é, e eu já escrevi sobre isso, desejar que o outro seja feliz acima de tudo. Mesmo que não seja tão perto de você. Mesmo que por algum momento, você tenha que respirar fundo e procurar a luz no fim do túnel. O amor requer tempo, maturidade. Um relacionamento só dará realmente certo quando cada um conhecer muito bem a si próprio, pra perceber o quanto gosta e conhece o outro também.

Aquela história de que ex-namorado é “carro velho com os mesmos problemas e mais rodado” só funciona quando não existe amor de verdade. Eu acho que é preciso dar um tempo, amadurecermos e deixarmos que os sonhos amadureçam também. Tudo é experiência que nos faz percebermos o que realmente importa na nossa vida.

Uma hora na vida, principalmente na fase decisiva dos 18 anos, cada um precisa seguir o seu próprio caminho e isso não quer dizer que não se amam, aliás, por se amarem tanto, compreendem que o outro precisa seguir sozinho por um tempo. Afinal, o Direito não era tudo o que eu pensava. O exército também não superou todas as expectativas. Ele namorou algumas meninas. Eu conheci alguém tão especial que me fez aprender a dar valor ao tempo e ao amor que nunca esqueci. Apanhamos um bocado da vida. Desencontramos-nos muitas vezes. Eu vivi tudo o que precisava viver pra entender quem eu sou, o que desejo, aonde quero chegar e quem vai comigo nessa caminhada. Ele trilhou os mesmos conhecimentos. Longe um do outro, conectados em pensamentos, aprendemos a nos conhecer e o quanto gostamos e precisarmos estar juntos.

Hoje olho nos seus olhos e tenho a certeza de que tenho alguém em quem confiar. Que nunca estarei sozinha. Que existe alguém no mundo que move montanhas pra vir me socorrer. Alguém com quem desejo viver muitos anos juntos e que hoje eu sei que deseja o mesmo também. Alguém que não me diz mais o tempo todo que me ama, mas que demonstra isso o tempo todo. 

Tudo o que temos vivido nos últimos dois meses, eu imaginei por dois anos todas as noites antes de dormir. Talvez ele não tenha percebido o quanto acho sexy ele dirigindo. O quanto acho divertido e especial fazermos um trajeto de 1 hora em 2 horas, só porque paramos para ver as estrelas e conversamos o caminho inteiro. O quanto gosto quando ele também não liga para protocolos e anda comigo de pijama pela praça como se estivéssemos em casa. O quanto é importante agora sermos independentes o suficiente para bancarmos nossas viagens e passeios, conversando sobre a vida e sobre trabalho - percebo o quanto estamos adultos.

Cada vez que desembarco tenho mais certeza de que eu voltaria para nosso refúgio quantas vezes forem necessárias. Eu ainda não sei se um dia vamos conseguir ficarmos, de fato, juntos de novo. Eu quero muito! Mas eu quero, acima de tudo, que sejamos felizes. Que não faltem estrelas para que possamos observar. Que não nos faltem alegria em estarmos juntos às cinco da manhã, numa praça na beira do rio, comendo lanche, conversando sobre a vida.

É só isso que eu quero: que um dia a gente possa viver tudo e muito mais, sem nos preocuparmos com o que vão ver ou não no Facebook. Porque a vida passa rápido demais e a minha eu quero que passe com a sua.